TeleListas.net Lista de Atividades em MG

Sacramento - MG

Encontre telefones e endereços de empresas por localidade ou faça uma busca utilizando a caixa acima

Sacramento é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais, na microrregião de Araxá. Localiza-se a uma latitude 19º51'55" sul e a uma longitude 47º26'24" oeste, estando a uma altitude de 832 metros. Sua população estimada em 2005 era de 22.000 habitantes.

Possui uma área de 3080,44 km². A densidade demográfica é de 7,08 hab/km².

Seus limites são os municípios de Perdizes a norte, Araxá e Tapira a nordeste, São Roque de Minas e Delfinópolis a sudeste, Ibiraci a sul, os paulistas Pedregulho e Rifaina a sudoeste, Conquista e Uberaba a oeste e Nova Ponte e Santa Juliana a noroeste. Sacramento, sua formação histórica se fez na época colonial. Não confere o privilégio à cidade ou à região. Mas não nasceu isolada era filial de Desemboque.

Este está na história, como também o topônimo generalizado imenso Sertão da Farinha Podre, divulgado nos poderes públicos.

O progresso de Sacramento veio com o plantio do café com a abertura do trânsito pela ponte de Jaguara , construída em 1861. O povoado de Sacramento foi o primeiro a exportar café para Goiás, Mato Grosso e Uberaba que o revendia para o exterior. Mas Sacramento ficou por muitos anos "parada", estagnada inativa. Por causa dos compradores que não deram trégua quando a geada assolou o município. Só com a evolução do oeste de São Paulo em 1885, o seu reflexo, fez com que Sacramento impulsionasse.

Com a marcha do café para o leste paulista e as novas necessidades criadas pela colonização se deu a criação da Companhia Mogiana de Estados de Ferro e Navegação.

O relevo e altitude que constituíram empecilhos para a Companhia Mogiana chegar até o perímetro urbano aumentara o desafio aceito pela empreiteira Bronibery e Companhia. Os acidentes geográficos foram aplainados e sob a gerência do Engenheiro Fritz Mauff, removeram-se os obstáculos naturais, se deu então os Bondes elétricos complementos da Mogiana.

Enfim, 5 de abril de 1892 estabelece a constituição do Município de Sacramento. A Câmara Municipal eleita pelo povo para o exercício de sua soberania decreta e promulga esta constituição pela qual o município autônomo de Sacramento, se constitui como parte integrante do estado de Minas Gerais.

Sacramento não deve ser lembrada só pela sua gloriosa história onde guarda lembranças como: igrejas, casas de essencial importância, estação de bondes, ... mas valorizada também pelas exuberantes belezas naturais que dispões toda está região entre elas Cachoeiras, ribeirões, Serra e Grutas.

Entre as quais podemos destacar a gruta dos Palhares, que é a maior gruta de arenito das América, está situada no município de Sacramento, na zona do Alto Paranaíba, à margem esquerda da rodovia que liga a cidade de Sacramento à margem direita do Rio Grande, lugar denominado "Cipó", a antiga estação ferroviária da Mogiana, Aquela rodovia, antigo leito da linha de bondes que fazia a ligação. Algo maravilhoso, "lapa; labirinto de galerias e salas na maioria com difícil acesso.

Distante 4 km da cidade, a Usina Cajuru, inaugurada em 1913, no Ribeirão Borá, durante mais de meio século forneceu energia elétrica para Sacramento e Conquista. Foi também de 1913 a 1938 geradora de energia para a sustentação do Bonde Elétrico que ligava a cidade à estação férrea do Cipó, aproximadamente 15 km. Foi construída por engenheiros/ empreiteiros alemães da firma Bomberg & Cia. todo o material para o seu funcionamento foi importado da Alemanha. Desativada em 1964 o fornecimento de energia para Sacramento e Conquista e até 1970 forneceu energia para a Vila Simpson depois disso ficou por muitos anos abandonada, sendo alvo de inúmeras depredações. Recentemente foi recuperada pelo Patrimônio Histórico Municipal. Junto à usina pode-se apreciar o ribeirão Borá com suas inúmeras cachoeiras.

Sacramento possui a maior gruta de arenito basáltico da América Latina (Gruta dos Palhares). É Considerada a maior gruta de arenito das Américas, comportando em seu primeiro vão cerca de 5 mil pessoas. Ramificando-se em outros compartimentos, tem uma profundidade explorada de aproximadamente 450 metros que, por questão de segurança, só pode ser visitada ou estudada com atorização especial. A formação rochosa é de arenito botucatu, e sua descoberta deu-se na metade do século XIX. A área de visitação é rica de belezas naturais, com sua altura de 22 metros, abrigando em cada dobra da rocha centenas de ninhos de maritacas, papagaios, andorinhas e outras aves que ali encontram tranquilidade para reprodução.

À frente da caverna existem instalações para uso público, compostas de: balneário (2 piscinas), restaurante, bar e lanchonete, sorveteria, vestuário. Há também um lago com peixes ornamentais, jardins e plantas próprias do ambiente.

Situado na região sudoeste do Estado, nos municípios de SACRAMENTO, Delfinópolis e São Roque de Minas, o Parque Nacional da Serra da Canastra abriga a nascente do rio São Francisco, no Vale dos Cândidos. Criado através de Decreto Federal nº 70.355, em 1972, o Parque, com 71.525 ha, possui esse nome devido à semelhança apresentada pelo imenso chapadão que, ao ser avistado de longe, parece ter a forma de uma canastra ou baú.

No Canastra há, ainda, ocorrência dos campos de altitude, uma variação do cerrado, com capões de mata nas grotas e vales. Este tipo de vegetação é habitat natural de espécies como o cachorro-do-mato, veado-campeiro, ema, siriema, codorna, perdiz, gavião, curiango e coruja. Nas partes mais altas é possível visualizar o lobo-guará e o tamanduá-bandeira, espécies raras e ameaçadas de extinção.

O Parque está situado no divisor de águas entre as grandes bacias do rio Paraná e do rio São Francisco. A poucos quilômetros da entrada do Canastra, próximo à nascente do "velho chico" já se pode visitar a parte alta da Cachoeira Casca d'Anta, com a formação de várias piscinas naturais.

Com clima ameno, as temperaturas médias no mês mais frio – julho - chegam a 17°C e nos meses mais quentes – janeiro e fevereiro - a 23°C.


© TeleListas 2016.